Search
Friday 15 November 2019
  • :
  • :

Vastu Shilpa Shastra

image9451

Fonte de inspiração na área das edificações

As escrituras védicas não são novidades em outras partes do mundo, fora da Índia. Há muitos anos, em vários locais do Planeta, existem pessoas de todos os níveis que apreciam a profundidade, as inspirações e a perspicácia dos pensamentos védicos.

Vastu Shilpa Shastra é a antiga ciência mística da arte de projetar e construir edifícios. Ela tem sua origem no Stapatya Veda, que, por sua vez, é uma parte do Atharva Veda – um dos quatro Vedas.

O épico Ramayana  fala sobre sete ou oito construções pavimentadas, o Mahabharata fala sobre o palácio Mayasabha, construído pelo arquiteto Maya. Fala, ainda, da cidade Indraprastha, edificada por Viswakarma, o arquiteto celestial que também construiu a cidade Dwarkad. Todas essas criações eram inimagináveis lugares oníricos da Índia antiga, edificadas segundo as diretrizes do Vastu Shilpa Shastra.

Alguns dos textos antigos sobre o assunto são Kashyapa Shilpa ShastraBrihat SamhitaViswakarma Vastu Shastra, Smarangana Sutra dharaVishnudharmothara PuranaAparajitha PracchaJaya PracchaPramana ManjariVastu Shastra, Maya VastuBhrigu Samhita  etc.

E alguns dos grandes sábios que enriqueceram o conhecimento antigo do Vastu Shilpa são Bhrigu, Brihaspathi, Shukra, Kashyapa, Vasistha, Athri, Maya, Viswakarma, Varahamihira e Bhoja.

Entretanto, somente a arquitetura do Indo-Moghut é que é muito conhecida atualmente no Ocidente. Os estrangeiros na Índia visitam o Taj Mahal, a Mesquita de Pérola, o Forte Vermelho, Kutub-Minar, Chamuscar-Minar e muitos outros edifícios semelhantes. Não chegam a conhecer a antiga arquitetura do Vastu Shilpa Shastra.

Durante o século XIX e o começo do século XX, a moralidade e o estilo de vida indiano foram muito afetados pelos efeitos da educação e da civilização ocidentalizada. Os seguidores das tradições védicas e do Vastu Shilpa Shastra  diminuíram, assim, substancialmente. Pensavam tratar-se de superstições, e consequentemente, motivo de vergonha.

Durante a segunda metade do século XX, gerações mais novas usavam normas críticas e analíticas adquiridas da educação ocidentalizada, para interpretar o milenar conhecimento védico.  Contudo, vários intelectuais indianos despertavam para a grandiosidade da literatura da Índia antiga.

Hoje, a maioria das construções na Índia, incluindo alguns templos, carece de orientação do Vastu Shilpa Shastra. Os ocupantes e usuários dessas construções podem apresentar perda de saúde, riqueza, cônjuges, progênie, felicidade e paz mental. E talvez não seja também muito exagerado dizer que uma construção pode conferir felicidade e prosperidade a seus ocupantes.

Vastu Shilpa Shastra é uma mistura de ciência, arte, astronomia, astrologia e doutrina mística. Deve-se ter muita cautela antes de se chegar a conclusões precipitadas sobre seus méritos e deméritos.

Sábios e santos autores sobre o assunto tinham em mente a influência do Sol; a Lua; os efeitos dos outros planetas e sua luz e calor sobre a Terra e seus seres vivos; a atmosfera da Terra; os ventos e suas direções; o campo magnético da Terra; a força gravitacional; além de vários outros fatores.

Junto com a Astrologia (Jyotishi), a Astronomia e o Calendário (Panchaanga-Almanac) representam papel importante em diferentes aspectos do Vastu Shilpa Shastra. Particularmente, quanto a decidir a hora e o dia certos para começar uma construção.

De acordo com o Vastu Shilpa Shastra, as estruturas arquitetônicas são influenciadas por leis naturais. Da mesma maneira que a saúde humana é influenciada pela natureza. Assim, uma casa ou um escritório asseguram saúde e prosperidade em geral, se construídos de acordo com leis da natureza.

_______________________

Fontes:
RAO
, D. Muralidhar . VastuShilpaShastra – Bangalore – Índia: SBS PublishersDistributers. 1995;
Swami Sada Shiva TirthaThe Ayurveda Encyclopedia – Delhi – Índia: Sri Satguru Publications, Indian Books Centre Indological and Oriental Publishers. 1998




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *